Complicações da angioplastia coronariana e do uso dos stents

Este e outros assuntos disponíveis na integra no Portal do Coração

– Alergias : a angioplastia coronariana ( AC ) é realizada com contraste , podendo acarretar reações alérgicas de gravidade variável. Alergias graves ( choque anafilático ) ocorrem em cerca de 0,1% dos casos de AC.

– Dano renal: o contraste da AC pode piorar uma disfunção renal prévia , fato comum em hipertensos crônicos e pacientes diabéticos.

– Complicações vasculares: pacientes candidatos a uma AC estão sob efeito de medicamentos para diminuir o processo de coagulação ( antiplaquetários e antitrombóticos ) . Estes medicamentos , mais a punção arterial durante a AC , aumentam os riscos de sangramentos , formações de hematomas e pseudo-aneurismas. Complicações vasculares que necessitam de cirurgia ocorrem em cerca de 1,5% dos casos de AC.

– Reestenose : é o estreitamento da artéria , causado por um crescimento anormal da parede do vaso , reativo à insuflação do balão . A reestenose costuma ocorrer dentro de três a seis meses após uma AC ( pico de aparecimento no terceiro mês ) . A utilização dos stents farmacológicos diminui muito os índices de reestenose ( inferiores a 5% ) . Pacientes diabéticos , artérias finas e lesões longas , são mais propensos ao processo de reestenose.

– Trombose tardia do stent : é a formação de um coágulo devido ao contato do sangue com a estrutura metálica do stent. Esta complicação é mais comum com stents farmacológicos , pois estes apresentam uma pior epitelização ( formação de uma película de tecido entre o stent e o sangue ). Embora seja uma complicação rara , a trombose tardia do stent apresenta-se na maioria das vezes com quadro de infarto do miocárdio ou morte súbita. A utilização do ácido acetil salicílico e clopidogrel , diminui muito o risco deste tipo de complicação.

– Outras : reação vaso-vagal severa ( queda da pressão arterial acompanhada de palidez e sudorese) em 0,1% , derrame cerebral em 0,1% , infarto do miocárdio em 0,3%, arritmias cardíacas que necessitam de cardioversão em 0,6% dos casos.

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s